HOME
PROGRAMA
FOTOS
APA.MÍDIA
COBERTURA
PESQUISAS LINKS


V° CONGRESSO DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO DE OVOS APRESENTA SOLUÇÕES PARA O SETOR EM 2007

O V° Congresso de Produção, Comercialização e Consumo de Ovos, realizado pela APA – Associação Paulista de Avicultura, reuniu entre os dias 13 e 15 de março, em Indaiatuba -SP, mais de 350 participantes, entre empresários, técnicos, estudantes e pesquisadores do setor avícola. O evento contou com a participação do ex-ministro da Agricultura, atual presidente do Conselho Superior de Agronegócios da FIESP, dr. Roberto Rodrigues, que abriu o Congresso apresentando perspectivas do mercado de grãos, problemas de sanidade, custo de produção, aumento do consumo de ovos e aprimoramento da comercialização do produto.

O evento, na sua abertura, contou com a participação do presidente da APA, dr. Érico Pozzer, do presidente da União Brasileira de Avicultura (UBA), dr. Zoe da Silveira D' Avilla, do presidente do evento, Eduardo Ino, do diretor técnico da APA, José Bottura, da vice-presidente, Silvana Laudanna e o representante do secretário da Agricultura, Anselmo Lucchese.

Uma das decisões do Congresso foi conscientizar empresários do setor, no investimento em campanhas publicitárias para o aumento do consumo de ovos no Brasil. Para isso estão promovendo reuniões, encontros, debates e comitês com intuito de gerar a captação de recursos.

Segundo Pozzer, a cadeia produtiva do ovo tem de valorizar o produto como alimento importante na vida das pessoas. O Brasil ocupa o 71° lugar, no ranking mundial, em consumo de ovos. O consumo per capita do país é de 132 ovos por habitante/ano.

Em 2006, o país produziu 73,6 milhões de caixas com 30 dúzias de ovos, volume correspondente a apenas 1,75% da produção mundial. O Estado de São Paulo foi responsável por 37,6% da produção brasileira, de 27,7milhões de caixas com 30 dúzias de ovos. A produção da avicultura do Estado de São Paulo no PIB foi de 9,14% em 2006, sendo de 2,43% com ovos e 6,71% com carne de frango.

“O custo elevado na produção de ovos está diretamente ligado aos altos preços dos insumos da ração, da carga tributária, do custo da seguridade social e trabalhista, e da distribuição do produto.”,comenta Pozzer.

“Para baixar custos é preciso aumentar a produtividade e eficiência alimentar. O aumento da produção deve ocorrer somente quando houver mercado comprador, de tal maneira que não haja excesso de oferta e, conseqüente, diminuição do preço do produto", comenta o diretor técnico da APA, dr. José R. Bottura.

Outra preocupação do setor é com a sanidade dos planteis em produção. As doenças respiratórias são manifestações mais comuns, encontradas nas aves domésticas da avicultura moderna. Por isso, a APA trouxe ao Congresso, um especialista no assunto, Dr. John Glisson, do Departamento de Saúde Populacional do Centro de Diagnóstico e Pesquisa Aviária da Universidade da Geórgia (EUA).

“É importante entendermos a relação dos vários fatores causais para sermos capazes de efetivamente prevenir as doenças respiratórias e tratá-las apropriadamente.”assegura Glisson. Ele abordou os vários fatores causais e preventivos das doenças respiratórias, que são as mais comumente encontradas nas aves.

Custos

Em 2006, o país produziu 73,6 milhões de caixas com 30 dúzias de ovos, volume correspondente a apenas 1,75% da produção mundial. O Estado de São Paulo foi responsável por 37,6% da produção brasileira, de 27,7milhões de caixas com 30 dúzias de ovos.

Os maiores paises produtores são China, Estados Unidos, Índia, Japão,
Rússia, México, Brasil, França, Indonésia e Turquia.

Varejo

Já para Silvana Laudanna, vice-presidente da APA, o V Congresso ajudou também os empresários do setor varejista na valorização do produto ovo.

"Temos trabalhado muito para mostrar ao consumidor as qualidades nutricionais do ovo, incluindo a derrubada de mitos como o do colesterol. Com isso, poderemos aumentar o consumo do produto", argumenta ela.
"Não basta só produzir bem, torna-se fundamental comercializá-los bem",
acrescenta Laudanna.

Corte

No ano passado, o Estado de São Paulo produziu 806.701.908 pintos de corte, 8,66% menor do que em 2005. O alojamento foi de 750.140.006 pintos de corte, terceiro colocado no ranking nacional, depois de Paraná e Santa Catarina.

O Estado de SP produziu 16,4% de carne de frango totalizando 1 milhão e 533 mil toneladas. Já o consumo per capita no Estado é de 40 quilos por habitante/ano.

Palestrantes do V Congresso de Produção, Comercialização e Consumo de Ovos de 2007:

Painel – Comercialização e Consumo de Ovos:
Casos de Sucesso:

Em Paises Latino-Americano – Dr. James Abad- Presidente Inst. Latino-Americano do Ovo.
Êxito Venezuelano –Dr. Nagib M Budejen – Presidente da Improhuevo – Venezuela
Realidade e Perspectivas:
Mercado Nacional – Dr. Rogério Belzer – Diretor Setor Ovos UBA
Mercado Paulista – Dra. Silvana P. Laudanna – Vice Presidente APA

Painel : Alternativas de Comercialização:

Industrialização – Dr. Sérgio Rami – Sohovos
Exportação- Dr. Ricardo Gonçalves – Presidente Executivo ABEF

Painel Nutrição:

Programas de Gestão de Qualidade em Fabricação de Rações – Dra. Flavia Ferreira Castro – Coordenadora técnica SINDIRAÇÕES
Controle de Qualidade de Ingredientes e Processos na Produção de Ração – Dr. Mário Penz – Nutron Alimentos

Painel – Sanidade Avícola – Problemas Respiratórios

Fatores Desencadeantes – Dra. Nair katayama Ito – Spave Consultoria
Diagnóstico Diferencial – Dr. John R. Glisson – Schering Plough

Painel Segurança Alimentar

Fatores Microbiológicos que Comprometem a Qualidade do Ovo na Granja- Prof. Dr. Paulo Lourenço – Universidade Federal de Uberlândia
Fatores Microbiológicos que Comprometem a Qualidade do Ovo no Entreposto Dr. Nelson Kiyoshi Haga – Intervet
Situação do Mercado de Grãos Nacional – CONAB – DF

Sobre APA:
Associação Paulista de Avicultura em seus 62 anos de existência têm sido agente e testemunha da modernização da avicultura brasileira, que passou a responder pela produção de um grande volume de proteína animal. Hoje são 26 bilhões de unidades de ovos e 9.354 milhões de toneladas de carne de frango anuais – que contribuem decisivamente para alimentar com proteínas nobres 185.500 milhões de brasileiros – e geram um movimento econômico de cerca de 12 bilhões de dólares, por ano.

Informações para Imprensa
Alvaiz Assessoria de Comunicação
Vanessa Alvaiz – vas61@ig.com.br
Tel.: (011) 3253-3258 (011) 9274-0515
Abril / 2007

13 a 15 de março de 2.007 • Indaiatuba • SP